Supressores naturais do apetite
Reconheço na maioria das pessoas uma especial apetência para produtos naturais, sendo esta designação vulgarmente atribuída a suplementos alimentares ou substâncias produzidas a partir de outras existentes na natureza.

Supressores naturais do apetite

Reconheço na maioria das pessoas uma especial apetência para produtos naturais, sendo esta designação vulgarmente atribuída a suplementos alimentares ou substâncias produzidas a partir de outras existentes na natureza.
De uma forma ou de outra, reconheço também que as pessoas, qualquer que seja a sua patologia ou sintoma, mas sobretudo quando se trata de emagrecer, gostam de se tratar com produtos que se assemelhem o mais possível a medicamentos mas que não o sejam. Há, no fundo, um receio generalizado e fundamentado de que os medicamentos, se podem fazer bem, também podem fazer mal. Mas, o que não percebem é que mesmo os naturais, desde que tenham um princípio ativo com efeitos comprovados no organismo, poderão também ter efeitos nefastos sobre o mesmo e, ao contrário dos medicamentos convencionais, estão muito pouco estudados, e são muitas vezes vendidos por pessoas que não fazem a mínima ideia do que estão a vender. Mesmo alguns chás podem ser prejudiciais, sobretudo quando se misturam com medicamentos convencionais.

Pergunto eu, os alimentos são ou não produtos naturais? Se sim, e se são eles que, por excesso ou defeito são a causa próxima de engordarmos ou emagrecermos, porque não fazemos deles o nosso remédio para tratarmos os problemas de peso? É evidente que esta é uma visão simplista do problema, mas que resulta na maioria dos casos em que o excesso de peso ou a obesidade não atingiram ainda proporções catastróficas.

O que acontece muitas vezes quando prescrevo um plano alimentar cuidado, adaptado a cada pessoa e estilo de vida é que, pese embora o meu discurso para que recorram a alimentos saciantes e pouco calóricos, no final da consulta sou muitas vezes confrontada com a pergunta: e a Dra. não me dá nada para tirar o apetite? Dou sim, já vai aqui no plano alimentar que lhe fiz e que tive oportunidade de lhe explicar. Porque tudo o que faço, explico e fundamento. E nesse contexto, tenho por muito certo que a fome é um alarme que vem incorporado no nosso organismo para nos obrigar a comer sempre que o açúcar no sangue está baixo. Fazendo a analogia com um automóvel, sempre que o “combustível” começa a escassear, há algo que nos avisa que é preciso fornecer energia à máquina. No caso do carro acende-se a luz da reserva, no nosso organismo surge a fome na forma de contrações gástricas que criam desconforto e que nos lembram que temos que comer. Os bebés não falam, mas reclamam quando o sentem pois esse é o seu instinto de sobrevivência. Basta pensarmos um pouco nisto para concluirmos que tudo está originalmente bem feito e que somos nós acabamos por estragá-lo...

Como suprimir naturalmente o apetite?

Como se pode evitar comer em excesso ou comer de modo a garantir um emagrecimento em caso de excesso de peso?

As regras são básicas e muito simples:

  • Tomar obrigatoriamente o pequeno-almoço pois este é o acelerador matinal do metabolismo;
  • Não fazer intervalos entre as refeições superiores a três horas e meia (idealmente três horas) para que não haja grandes descidas dos níveis de glicose no sangue e isso venha a ser responsável por um aumento da sensação de fome que conduzirá a uma maior ingestão de comida e a uma maior apetência por alimentos mais calóricos, ricos em gordura e açúcar;
  • Iniciar as refeições principais com uma peça de fruta, seguida de um prato de sopa de legumes antes do prato principal.

Razão? Uma peça de fruta tem em média 50 Kcal e 100g de legumes cerca de 25 Kcal. Além dos legumes, a sopa contém uma razoável quantidade de água (que não tem calorias) e contribui para preencher parte da capacidade do estômago. Estes dois alimentos são muitas vezes suficientes para diminuir drasticamente a ingestão do prato “principal” e, levando este muito mais gordura que a sopa, será comido em muito menor quantidade, reduzindo-se desta forma a ingestão de calorias.

Em resumo

Legumes (sem gordura a temperar...) sobretudo na forma de sopa e fruta funcionam como excelentes supressores do apetite e evitam por isso a ingestão de grandes quantidades de alimentos mais calóricos. Além disso, fornecem importantes quantidades de vitaminas, minerais e fibras, desprovidos de calorias mas com um importante papel regulador no organismo.
Afinal, gostamos ou não de produtos naturais?
 

Artigos

Chegaram as Castanhas

Chegaram as Castanhas

O outono é a época das castanhas, alimento com antiga tradição na culinária portuguesa e que muitas vezes substituiu a batata e o pão em alturas de escassez, tendo dado origem a uma enorme variedade de pratos na gastronomia tradicional. Embora não ho ...
Os bodes expiatórios para o excesso de peso

Os bodes expiatórios para o excesso de peso

Sempre esperançada que seja descoberto um tratamento rápido e eficaz contra esta "epidemia", vou recebendo diariamente, e a meu pedido, alertas sobre estudos e novas descobertas que possam explicar e contribuir para o tratamento, logo diminuição, do ...
Hipericão

Hipericão

Como pela nossa saúde somos nós efetivamente os principais interessados e responsáveis, aqui fica uma lista de efeitos colaterais e cuidados que se devem ter sempre que se tomar esta planta ou seus derivados.
Dieta com Chocolate

Dieta com Chocolate

“Os amantes do chocolate podem deixar de temer os quilos a mais, depois de um novo estudo descobrir que, apesar de aumentar a ingestão de calorias, o consumo de chocolate normal está relacionado com um menor índice de massa corporal (IMC).”
Como melhorar a obstipação

Como melhorar a obstipação

Para melhorar a obstipação é preciso compreender melhor as suas causas. O deficiente funcionamento do intestino, designado por obstipação ou, em linguagem popular, prisão de ventre, pode ter várias causas mas, sobretudo, consequências muito complicad ...
Frutos secos, para (bem) variar

Frutos secos, para (bem) variar

A sua riqueza em fibras alimentares contribui para o bom funcionamento intestinal e o seu conteúdo em potássio é uma ajuda no combate à hipertensão. Devido ao seu baixo índice glicémico, são também alimentos a considerar na alimentação dos diabéticos ...
Para que 2013 seja um pouco melhor

Para que 2013 seja um pouco melhor

Mais um ano, mais uma carga de promessas de tantas coisas que temos que mudar e que, embora querendo, nem sempre é fácil pôr em prática...
Poupar dinheiro, nutrientes e saúde - Parte 3

Poupar dinheiro, nutrientes e saúde - Parte 3

Numa altura em que as pessoas estão literalmente sem dinheiro e que os serviços de saúde começam a agonizar, é preciso não ficar doente! Se a alimentação não for correta, a probabilidade de adoecer é maior e, por isso, vou tentar ajudar com dicas e s ...
Poupar dinheiro, nutrientes e saúde - Parte 2

Poupar dinheiro, nutrientes e saúde - Parte 2

Numa altura em que as pessoas estão literalmente sem dinheiro e que os serviços de saúde começam a agonizar, é preciso não ficar doente! Se a alimentação não for correta, a probabilidade de adoecer é maior e, por isso, vou tentar ajudar com dicas e s ...
De olho na publicidade

De olho na publicidade

A publicidade tem como objectivo comprarmos um produto que nos leva a crer que nos faz jeito, mesmo que não nos faça falta. E no que respeita a géneros alimentares, compramos, muitas vezes, gato por lebre!
Cirurgia para perda de peso

Cirurgia para perda de peso

A cirurgia bariátrica não é para aqueles que não querem fazer dieta. A colocação de uma banda gástrica, além dos riscos inerentes a qualquer cirurgia, exige a adesão total a um plano dietético muito restrito e a um esquema de exercício físico apr ...
Calorias líquidas

Calorias líquidas

Perceber  como  um  refrigerante,  que  se  bebe  à  vontade  sem  causar  sequer  saciedade,  pode  contribuir  para  um  aumento  considerável  do  peso,  ou  mesmo  para  a  obesidade. 
Comer melhor com menos dinheiro

Comer melhor com menos dinheiro

É possível comer melhor e gastar menos? A resposta é SIM! A crise que atravessamos pode ser a alavanca para uma mudança nos hábitos alimentares dos portugueses.
Poupar dinheiro, nutrientes e saúde - Parte 1

Poupar dinheiro, nutrientes e saúde - Parte 1

Numa altura em que as pessoas estão literalmente sem dinheiro e que os serviços de saúde começam a agonizar, é preciso não ficar doente! Se a alimentação não for correta, a probabilidade de adoecer é maior e, por isso, vou tentar ajudar com dicas e s ...
A importância da sopa

A importância da sopa

A sopa é um alimento imprescindível na alimentação humana quer pela densidade de nutrientes que contém, quer pela saciedade que provoca, sendo por isso muito importante no combate ao excesso de peso e à obesidade.
A corrida às dietas

A corrida às dietas

A partir da primavera e durante parte do verão, aparecem publicitados por todo o lado, produtos supostamente milagrososo para emagrecer. É mais uma esperança, quase sempre seguida de mais uma frustração.
Prazeres de Verão e de férias

Prazeres de Verão e de férias

Estamos no verão, altura em que o corpo é mais exposto e a pouca roupa facilmente nos deixa adivinhar as suas formas. É nesta altura que nos vemos mais com os olhos dos outros. Mas também é nesta altura que convivemos mais. Como conciliar a socializa ...
Comer e beber em férias

Comer e beber em férias

Nas férias, é inevitável uma mudança de hábitos alimentares e nem sempre para melhor...